Guia passo a passo como aprender a surfar

entry image
Para iniciar essa experiência no mundo do surf é importante saber antes:

A ideia de ficar em pé na prancha e conseguir finalmente pegar uma onda como se deve, leva a maioria das pessoas a probabilidade de desanimarem nas primeiras tentativas. Mas calma, não queime etapas! O surf é um desporto complexo, mas fizemos este guia passo-a-passo para tornar a vossa experiência inesquecível!

Condições físicas e mentais

Haverá um momento em que só restará você e o mar e para quem quer aprender a surfar, saber nadar é crucial! Sim, ocorrem situações comuns em que você deve saber como reagir sem uma prancha dentro da água. O leash, streap ou cordinha como costuma-se chamar é apenas um equipamento de comodidade e não de segurança e em caso de urgência, você será obrigado a nadar até chegar à areia. Caso não saiba nadar, a dica é procurar aulas de natação.

Além disso, sentir-se confiante e ter medo são opostos que fazem parte das sensações do subconsciente de qualquer ser humano. Há uma série de compostos químicos a reagir no corpo ativados pelo cérebro, involuntariamente, quando somos colocados a prova de algo que desconhecemos. Mas oiça, não deixe que nada o impeça de iniciar em algo que queiras muito fazer, seja no surf ou qualquer outra coisa! Evolua sempre.

Por isso, surfar é sempre recompensador. É essencial preparar-te para que o está por vir, psicologicamente e fisicamente. Além disso, praticar exercício físico, ter um corpo forte e resistente, manter uma alimentação saudável para buscar ser flexível e equilibrado em um ambiente de constantes mudanças é a chave para alcançar óptimos resultados no surf.

Escolas de surf

A falta de informação leva muitos iniciantes terem uma má experiência com este desporto. Por vezes, as vantagens de iniciar a prática em uma escola de surf licenciada, sem dúvida, irá garantir a melhor qualidade do processo. Principalmente para obter mais informação quanto às condições obrigatórias de segurança, a melhor altura e o melhor sítio para começar​, como prevenir acidentes a cumprir todos os pré-requisitos. (mergulho, permanência na água, ficar submerso e afins​)

A maioria dos cursos para turmas inexperientes, levam em média 2 horas de aula para dar o start e sentir as primeiras sensações de conexão com o mar. Mas atenção, um curso prolongado é o mais indicado se queres mesmo aprender a surfar. Verifique sempre quais cursos oferecem as opções que possam ser para toda a família.

Respeito a si, aos outros e a natureza

“Juntos somos mais forte” nunca fez tanto sentido quando trata-se de comportamentos relativos às regras de boa convivência e harmonia na água. ​Dê ouvidos aos conselhos de quem é experiente no assunto, informe-se, esteja em pequenos grupos e vigiem-se uns aos outros. Sendo principiante, lembre-se de nunca surfar sozinho, mesmo que seja um desporto individual.

Para entrar em uma onda (drop-in), a prioridade é sempre de quem está mais perto do pico, assim para não atrapalhar e respeitar a ordem daqueles que precisamente estão a espera de apanhar a onda.

Como escolher a melhor prancha para surfar

Se vais comprar, arrendar ou emprestar uma prancha, terá de levar em conta inúmeras variáveis como o seu peso, a idade e o biótipo para saber se a volumetria do equipamento terá a flutuação adequada para lidar com as condições do mar, tipo e tamanho de onda.

A considerar o fator de habilidade de surfistas iniciantes que está de 0,40 a 0,50 - a fórmula básica da volumetria é (peso x fator de habilidade) = volume aproximado. Para exemplificar, usaremos a massa corporal de 76 kilos como base para esse cálculo e que o ajudará, o que não é uma regra geral: ( 76 x 0,40 = 30,4 até 76 x 0,50 = 38) = 30,4 litros e 38 litros de flutuação. É importante entender também, que surfistas mais altos ou mais baixos, independente da idade possui distribuição de massa muscular e pesos diferentes o que leva a escolhas diferentes de pranchas ou volumes na região do bico.

Portanto, placas mais longas e de espuma oferece-lhe o volume ideal por serem mais estáveis e mais dinâmicas na água, os chamados longboards e funboards. Se o tamanho da prancha for menor, maior dificuldade irá ter para controlar o equipamento no mar. Isto terá um valor inestimável na hora de aprender a surfar nas ondas menores ou ondas cavadas.

Aprender a surfar

Ter o primeiro contacto com a água, observar o tamanho das ondas, o sentido das correntes é um bom primeiro passo a seguir. Depois, deves perceber a importância de praticar a postura e as posições em cima da prancha na areia, a deitar-se corretamente, apoiar-se, a erguer os braços, como levantar (take off) e qual pé é mais apropriado para estar a frente. É como aprender a andar de skate, mas um pouco mais complexo.

Além disso, a resistência da água irá custar-lhe o uso de braços fortes para remar com eficácia dentro da água. Algumas dicas simples, mas importantes farão com que a prancha deslize com mais velocidade como deixar o peito, o pescoço e o queixo levantados, evitar demasiado peso na dianteira da prancha, usar um fato de borracha apropriado para este desporto irá proteger-te das temperaturas e a manter-te mais tempo na água, usar parafina na prancha melhora e aumenta a aderência quando estiver em pé, como também, evita as queimaduras e arranhões.

Lembra da dica de fazer um curso de natação lá em cima, pois então, esse é o momento de usares a técnica do crawl para aumentar as suas capacidades de movimentação dentro da água e ao apanhar a primeira onda terás de escolher se é para a direita ou para a esquerda. Sim, isto parece ser fácil, mas não é tão simples quanto pensas!

Por fim, reunimos cá informações que irão ajudar-te a estar muito mais preparado a aprender a surfar com muito mais segurança. Mas atenção: estar na presença de profissionais e cursos licenciados tornarão sua experiência uma aventura divertida e segura!