Saltar de penhascos: descobre o que é o Cliff Jumping

Sempre quiseste pôr à prova as tuas habilidades, adrenalina e nervos? Parece que o cliff jumping -também conhecido como “saltar de penhascos”- poderá ser o teu novo desporto favorito.

Imagina saltar de um penhasco alto apenas pela natureza à volta. Tudo está em silêncio, exceto o barulho das ondas do mar. Após um breve momento, sentes a força da gravidade a puxar-te para baixo em direção à água translúcida.

Parece assustador ou encorajador? De qualquer forma, continua a ler para saber mais sobre este desporto de cortar a respiração e ver imagens extraordinárias de saltos de penhascos.

Vamos detalhar as coisas mais importantes que há para saber sobre saltos de penhascos, bem como dar-te um top 3 de lugares para experimentares por ti mesmo. E o mais importante, como fazê-lo de forma segura (bem, o mais seguro possível, pelo menos).

O que é Coasteering?

Antes de falar em Cliff Jumping, temos de ver o que é Coasteering, visto que é muito comum confundir os dois termos.

Coasteering é um novo desporto incrível desenvolvido no Reino Unido por aventureiros que queriam explorar as costas de uma forma diferente. Combina vários desportos de aventura num só. Escalar, nadar e saltar só por si já são atividades físicas muito divertidas. Portanto, quando combinadas o prazer aumenta exponencialmente!

Coasteering permite que os participantes levem a exploração costeira para o próximo nível. Imagine caminhar até a beira de um penhasco e, em vez de apenas olhar, saltar vários metros até à água!

Este desporto leva os entusiastas do litoral para o oceano, onde podem explorar grutas e algumas delas intocadas. Uma aventura de coasteering é uma atividade acessível, familiar e segura.

Quem pode praticar Coasteering?

Qualquer pessoa pode fazer esta atividade, com algumas pequenas exceções. As idades mínimas para crianças variam de acordo com a localização. Normalmente, crianças de 8 anos ou mais já podem praticar. No entanto, em alguns locais, como é o caso da praia de S. Rafael, a idade mínima é de 14 anos. Várias empresas também podem oferecer opções de cursos introdutórios para crianças mais novas. Verifica a descrição da atividade para requisitos específicos de idade.

É preciso saber nadar?

Existem algumas outras exceções a serem consideradas antes do coasteering. Em primeiro lugar, recomenda-se que os participantes se sintam confortáveis a nadar. A experiência de nadar em ondas também é um conveniente, mas não é necessário. Em segundo lugar, a confiança a caminhar em terrenos irregulares e escalar áreas rochosas também é aconselhado.

As visitas guiadas são conduzidas por profissionais que muitas vezes também são experientes neste tipo de atividades. Estes guias conhecem o comportamento das ondas e as áreas mais difíceis que exigem um pouco mais de força ou manobras técnicas. Por isso, não é necessário ter conhecimentos avançados, o guia mostrará tudo o que precisas fazer!

Há também rotas alternativas disponíveis ao longo do caminho, se uma área parecer muito assustadora ou avançada.

Porque é que deves experimentar o coasteering?

Normalmente, turistas e caminhantes visitam os litorais caminhando apenas até ao limite que o caminho permite e, geralmente, não vão mais longe. A vista é limitada a olhar para o horizonte. Alguns dos mais corajosos aproximam-se da beira e olham para as ondas enquanto batem lá em baixo.

Ao praticar coasteering, terás acesso a áreas da costa que não seriam visíveis de outra forma. Trata-se de uma atividade totalmente imersiva. É uma experiência incrível, especialmente com amigos e familiares.

Aqueles que já experimentaram o coasteering dizem que são grandes fãs. Muitas vezes, depois de completar a sua primeira caminhada, os participantes querem ir logo novamente!

O que é ainda mais incrível é que o coasteering é para todos com 14 anos ou mais. Os instrutores oferecem uma variedade de percursos tanto para quem se quer desafiar como para quem quer uma aventura de coasteering mais tranquila.

O que é preciso para coasteering?

Quando marca uma atividade, a empresa tem quase todo o equipamento necessário. Por exemplo, eles fornecerão capacetes, roupas de neoprene (para locais com águas mais frias), coletes salva-vidas e calçado próprio.

Precisarás apenas de trazer sua própria roupa de banho, toalha e câmera, se desejar (as fotos serão incríveis, por isso não te esqueças da GoPro!). Para locais com águas e clima mais quente, é aconselhável levar água, óculos escuros e protetor solar também.

O que é Cliff jumping?

Cliff jumping é saltar de um penhasco como uma forma de desporto. Quando feito sem equipamento, também pode ser conhecido como tombstoning. Faz parte do desporto de exploração costeira ou “coasteering”. Quando realizado com um pára-quedas, é conhecido como base jumping. O recorde mundial de salto do penhasco é atualmente de Laso Schaller, com um salto de 58,8 m

O cliff jumping é um desporto em que os praticantes saltam de penhascos ou outros objetos para aproveitar a sensação de queda livre e pousar na água abaixo. Pode não parecer tão complicado, mas há muitos fatores envolvidos e quanto maior o salto do penhasco, maior a dificuldade.

Segurança em saltos

Cliff jumping é uma atividade perigosa e deve ser tratada com respeito, para evitar lesões graves. Sair demasiado da zona de conforto ou saltar o básico pode e provavelmente vai correr mal.

Esta atividade é muito divertida, causa uma emoção incrível, e pode com a prática tornar-se num desporto relativamente seguro, mesmo em grandes alturas. Mas leva tempo para chegar lá.

Vamos começar com os aspectos de segurança do salto e o que deves ter em conta antes de passares realmente para o salto. Por isso, presta atenção às questões mais comuns antes de praticar cliff jumping:

Explorar a água

Antes de avançares com qualquer outra coisa, verifica sempre as condições da maré e a água ao redor da área de salto.

Leva uma máscara e mergulha para controlar a profundidade da água, rochas, qualquer coisa a flutuar sobre ou sob a superfície. Quando tiveres a certeza que estarás seguro, prossegue e diverte-te!

Quão profunda deve ser a água para saltar de um penhasco?

Isso, é claro, varia dependendo da altura de onde estás a saltar. Mas, em geral, deves procurar algo em torno de 7 metros ou mais. Isso será suficiente para praticamente qualquer salto.

Se estiveres a saltar em alturas com mais de 25 metros, pelo menos 10 metros é uma boa profundidade para uma entrada segura.

Com mais prática e consciência, aprenderás mais sobre quanta profundidade precisas dependendo da altura do salto.

Nunca saltes sozinho

Não só é muito mais seguro ter um amigo quem confias que estará lá se algo correr mal, mas também é muito mais divertido.

Como saltar de um penhasco?

Agora que já sabes como saltar em segurança, vamos começar a diversão!

A primeira coisa que precisas aprender é como saltar com o mínimo impacto. Começa com saltos baixos de 3-5 metros e pratica saltar com os pés primeiro e, ao chegar à água, mantém os braços juntos o corpo e os pés juntos apontados para baixo.

Pode parecer indiferente a esta altura mas dominar a aterragem é essencial para correr bem em alturas superiores. Certifica-te de praticar bastante antes de seguir para maiores desafios.

Perigos do cliff jumping

Como referido anteriormente, saltar de um penhasco pode-se tornar mais seguro com uma boa mentalidade, treino e precauções de segurança. Mas, ainda assim, é um desporto perigoso, e lesões acontecem.

Um praticante pode atingir velocidades acima de 100 km/h antes de chegar à água, dependendo da altura, e uma má aterragem poderá ter consequências severas. Por isso é muito importante estar bem preparado, tanto física como mentalmente.

Não queremos assustar ninguém, cliff jumping é incrível! Mas é importante estar alerta para os perigos e saber como evitá-los.

Top 3 melhores lugares para cliff jumping

Se estás a planear uma viagem a Portugal, não percas a oportunidade de explorar a costa portuguesa. Continua a ler para ver o top 3 dos melhores lugares em Portugal para experimentar coasteering.

1. Sesimbra, Portugal

Portugal em toda a sua plenitude é realmente deslumbrante e Sesimbra é especialmente conhecida por ter paisagens naturais incriveis. Alguns dos locais mais conhecidos para visitar são a gruta do Zambujal e as maravilhosas praias.

As praias mais populares de Sesimbra são a Praia do Meco (que inclui três praias: Praia das Bicas, Praia do Moinho de Baixo e Praia da Foz). Também são conhecidas a Praia da Lagoa de Albufeira, a Praia da Califórnia e a Praia do Ouro.

Em Sesimbra, o Coasteering é uma das atividades mais apreciadas pelos amantes de atividades ao ar livre. Esta atividade de coasteering em Sesimbra é dividida em quatro níveis que refletem as diferentes condições oceânicas e níveis de dificuldade do percurso. Por exemplo, a Linha Azul indica boas condições tanto para águas calmas quanto para ventos.

Este percurso também inclui um salto costeiro opcional de 8 metros e rapel de 30 metros. Devido a este sistema de classificação útil, o coasteering em Sesimbra é um bom local para visitantes de todos os níveis de habilidade desfrutarem deste desporto.

2. Parque Nacional da Arrábida

Este Parque Nacional é uma reserva costeira absolutamente deslumbrante no centro-sul de Portugal. A Arrábida está repleta de praias maravilhosas, como a Praia da Galapa, a Praia de Albarquel e a Praia dos Coelhos.

As praias aqui brindam-nos com areia branca, juntamente com águas cristalinas. Perfeitas para se deitar ao sol, fazer snorkeling e surfar.

Também podes ver vários castelos e igrejas da região, como o Convento de Santa Maria da Arrábida. Este convento é uma linda estrutura medieval aninhada na encosta. Nas proximidades, encontra-se também o Castelo de Palmela.

No Parque Nacional da Arrábida é possível reservar uma atividade de coasteering de 3 horas, perfeita para principiantes e grupos. Ao longo do percurso é possível ver grutas e pontos épicos de cliff jumping. É o local perfeito para quem procura adrenalina e uma linda paisagem!

3. Praia de S. Rafael, Albufeira

Em seguida nesta lista dos melhores pontos de coasteering em Portugal, está a praia de S. Rafael em Albufeira. A costa rochosa do sul de Portugal na região do Algarve é o local perfeito para uma aventura oceânica.

Albufeira é contemplada com cerca de 300 dias de sol por ano ao longo desta incrível costa perfeita para coasteering.

Podes ver a lista completa dos melhores sítios para fazer Cliff Jumping em Portugal

Continua a ler: 8 dicas de surf para principiantes